Lei Francesa de Economia Circular e Anti Desperdício 2021-08-31



Em 2016, França gerou uma quantidade considerável de resíduos, tendo alcançado o valor de 4,6 toneladas de resíduos por habitante. Para além disso, grandes quantidades de resíduos pós-consumo são mal geridas e produtos e materiais são desperdiçados antes mesmo de serem usados uma única vez. Todos os anos, 630 milhões de euros de produtos não vendidos são destruídos em França e, quando produtos perfeitamente bons são desnecessariamente destruídos, também são desperdiçados a energia e os recursos usados para os produzir.

Para lidar com essas questões ambientais e sociais, França adotou uma abrangente Lei Anti Resíduos, em 2020. Esta, pretende eliminar o desperdício e a poluição desde a fase de projeto e transformar o sistema de produção, distribuição e consumo de um modelo económico linear para um modelo circular. Este modelo incentiva as empresas em vários setores, municípios e cidadãos a eliminar o desperdício e adotar práticas mais circulares, visando:
  • Eliminar gradualmente as embalagens de plástico descartáveis até 2040;
  • Eliminar o desperdício, incentivando à reutilização e apoiando organizações de caridade;
  • Lidar com a obsolescência planeada;
  • Promover um melhor sistema de gestão de recursos desde a fase de projeto até à recuperação de materiais; e
  • Fornecer informações mais transparentes aos consumidores.
Saiba mais sobre este caso de estudo aqui